quarta-feira, 17 de setembro de 2008

A culpa é dos filosofos...

Razão vs emoção... que tema nice!!!
Gostamos muito pouco de pensar em nós como animais, mas o facto é que o somos. Como todas as espécies evoluimos e tornamo-nos os seres modernos e complicadíssimos que somos hoje. Adaptamo-nos e sobrevivemos, e isso só foi possível graças às emoções. Ninguém vê um Tigre Dentes de Sabre (animal extinto à montes de tempo e ainda não havia aquecimento global produzido por os hominedeos) e fica a pensar se corre ou se faz festas ao bicho, reage automaticamente! É instinto, é a emoção do medo! Foram as emoções que nos trouxeram até hoje. Admito que a observação, experimentação de factos e muita, mas muita intuição nos trouxeram ao desenvolvimento tecnológico que temos hoje. Nâ, nâ.... grande parte das descobertas cientificas aconteceram por acaso, que método qual quê!!! Veja-se a gravidade e a história da maçã! Andamos muito tempo a basearmo-nos no que sentiamos e a aprender emoções, a aprender a linguagem da natureza e das percepções que ela nos dava e a um determinado momento histórico alguém se lembra que o importante é a RAZÂO, e a decisões pensadas e tomadas racionalmente. E a partir dái quase que passou a ser proíbido sentir, principalmente os homens - "homem não chora"! Desenganem-se os racionalistas!!! Nós somos seres absolutamente emocionais! Perante duas soluções com iguais características, isto é com os mesmos resultados, o que permite que haja a opção por uma ou por outra é a emoção. Sem emoções não há decisões!!! Razão e emoção andam sempre de mãos dadas. Quem já não experimentou a sensação do palpite, quando tudo lhe dizia para fazer o contrário. Esta regra, ou realidade, ou seja lá o que lhe quiserem chamar é verdade para todas as esferas da nossa vida, desde o trabalho aos relacionamentos afectivos. O problema é que nos afectos a razão chama-se muitas vezes medo, orgulho, auto-preservação, mas sem a razão podemos cair em obsessão. Mais do que nos preocuparmos se ganha o que eu penso ou o que eu sinto, deveriamo-nos centrar em tentar perceber o que se sente, para de facto comunicarmos com o outro.
É que nesta história da razão e da emoção, temos sempre que ter em conta a percepção que o outro tem dos nossos inputs comunicacionais, e qual o impacto que esse input vai ter! E no que toca à percepção das emoções há uma elevada probabilidade de erro. Acredito profundamente que a linguagem existe para esclarecer emoções, e para as mulheres dizerem aos homens: "és um insensível"!!!! AH!!! É verdade homens e mulheres sentem de forma diferente e expressam-no também de forma diferente. Conselho: nada como dizer e ser verdadeiro(a) o calculo normalmente erra o alvo!
Resumindo: confiem nas vossas emoções, elas normalmente estão certas (isto quando não há perturbações mentais).

Greatings

NSAS

3 comentários:

Cátia disse...

A culpa é mesmo deles!!! lololl
E cada um acaba por ter a sua "razão". ou então serão os signos os culpados???
Acho que as pessoas já nascem com uma certa tendência... umas são mais racionais, outras emocionais... e não se pode fazer nada em contrário! sabem que mais??? O importante é ser felizes!!
Terá sido um comentário racional???ou emotivo???

Cátia disse...

esqueci-me de tirar os ...es!! :S::S
Um knak pra ti ;)

no way jose disse...

Há só uma coisa que acho importante esclarecer. Não se pode confundir a razão com a "falta" de emoção. Quero dizer, não é por seres emotiva que deixas de ser racional. Acho que esta confusão se deve à semelhença e ao mesmo tempo à diferença que existe entre a palavra emoção e impulsividade. Nem sempre são sinónimos. O que me parece é que muitas vezes usamos a palavra razão, ou dizemos que somos racionais, para esconder o medo de sermos impulsivos. Quantas vezes tomas uma decisão e dizes que foste racional, quando na verdade sabes que no fundo controlaste o teu desejo, o impulso e a vontade de agires de outra forma, talvez até totalmente oposta? Lógico que cada um nasce ou cresce (acho mais correcto) com uma determinada tendência nessa forma de agir. Mas quanto aos signos e ao não se poder fazer nada... Lol, sou muito céptico em relação aos signos (eu tenho o zoodiaco todo dentro de mim, então) e acredito que pode ser dificil, mas não impossível, que as pessoas mudem a sua forma de agir, pelo menos em parte.. Somos todos racionais, somos todos feitos de impulsos também, não convém é tentar racionalizar demais tudo, senão perdemos aquilo que mais nos faz vibrar.. ;)