domingo, 27 de julho de 2008

Algumas regras para se viver sozinho!!

Este post destina-se a todos quantos estão na dúvida entre viver sózinhos e com os pais... ou com outra pessoa qualquer...
Viver sozinho tem muitas vantagens, mas requer também algumas estratégias de sobrevivência. Aqui vão algumas regras:
1 - quem vive sózinho, jamais em tempo algum se pode esquecer da chave de casa. De outra forma arrisca-se a ficar do lado de fora, ou terá que chamar os bombeiros, serralheiro ou até mesmo o 'amigo do alheio' para entrar em casa.
2 - entregar a alguém uma chave de emergência. Convém que a pessoa a quem se entrega a chave viva perto e não seja muito cusca. Facilita, quando acontece a situação descrita no número 1. Acreditem, experiência!!!
3 - arrumar a casa frequentes vezes, pois sempre que a decidirem arrumar perderão várias horas ou dias.
4 - ser organizado. Não vai lá estar ninguém a quem dizer: viste as minhas chaves? ou os meus óculos? ou outra coisa qualquer, e é bem mais fácil quando temos visitas.
5 - tentar ter alguma coisa no frigorifico, de outra forma este torna-se um mero objecto decorativo. Cuidado com o que compram. Se tiverem tendência a engordar, jamais comprem bolachas, chocolates ou afins, pois nos momentos menos bons vão certamente comer de forma compulsiva. Ganham-se, aliás, habitos alimentares estranhos.
6 - convidar os amigos para jantar, ou desaprende-se a arte da culinária. O restaurante da esquina e as refeições 'microndas'ganham um novo atractivo.
7 - ter o telefone com dinheiro, para alguma eventualidade.
8 - ter o carro com combustível para quando acontecem os ataques de claustrofobia.
9 - jantar fora com os amigos, especialmente no Inverno, de outra forma ninguém vos tira de casa e começam a criar 537 desculpas para se manterem no quentinho.
10 - não ter amigos em casa mais de uma semana. Este é o tempo limite para a estadia passar de um tempo agradável a insuportável. É que quem vive sozinho está habituado a ter a casa toda para si, assim como os armários e restantes acessórios, desenvolveu rotinas e comportamentos muito próprios que são dificeis abandonar.
11 - apaixonem-se pouco tempo depois de terem começado a viver sozinhos,ou todos os atractivos de estar sozinho (fazer o que se quer, quando se quer e como se quer) tornam-se um impedimento ao outro.
12 - sempre que fizerem festas com os amigos avisem os vizinhos, convidem-nos mesmo e seleccionem os amigos. É provável que sejam conhecidos da GNR ou de outra força da ordem se não tiverem este cuidado.
13 - viver sózinho não é para depressivos.
14 - ser disciplinado financeiramente. As contas são muitas: àgua, luz, gas, condominio, entre outras.
15 - tentem fazer a cama pelo menos de dois em dois dias, ao terceiro ou ao quarto dia, é complicado dormir.
16 - se namoram e querem de facto viver sozinhos, vai ser dificil estar de facto sozinhos, e é provável que se encontrem numa situação estranha de explicar - eu quero estar contigo, mas eu não quero estar sempre contigo (qualquer coisa deste genero). O que é dificil de entender e vai ser motivo para conflito.
Viver sozinho tem algumas vantagens, mas tem momentos muito dificeis. Quando se vive sozinho tem-se a certeza que ninguém vai lá estar e ninguém vai chegar. Os momentos em que estamos em casa são todos nossos, e quando se está mais carente ou deprimido, ficar em casa sozinho aumenta de forma catastrófica a intensidade dessas sensações. Os sapatos, ou a roupa que se deixou na sala, não vão por si para o armário, e insistem em ficar no mesmo sitio eternamente.
Quando se vive com os papás,há de facto algumas vantagens. A casa está sempre arrumada, há sempre coisas no frigorifico, não se pagam contas e se pagarem são muito menores, vai estar sempre gente em casa quer se queira, quer não. O problema são as justificações que se têm de dar, e a necessidade de espaço e de privacidade que se vai começando a sentir. Bem há sempre a possibilidade de viver com alguém, a nossa cara metade, por exemplo. Aí aliam-se algumas das vantagens e condicionalismo de viver sózinho, a algumas vantagens e condicionalismo de viver com os pais. Todavia, é preciso ter cuidade a seleccionar com que se vai viver, de outra forma tudo de mau de ambas as situações acontece, e isso de viver a dois torna-se de facto um mau negócio.

Bem.... depois desta descrição sumariada podem pensar na situação em que estão, ou na que gostariam de estar.


Greatings


NSAS

2 comentários:

joao disse...

viver sozinho é fixe porque

é libertador
é meditativo
és só tu e mais ninguem
fazes o que queres
fazes o que queres
não tens desculpas
ficas mais exigente contigo
focas e desfocas quando tu queres
apreendes a divertir contigo

.
suzie, obrigado pelo teu blog!

no way jose disse...

Era uma vez um passarinho k ainda era pekenino e não saía do ninho pk não sabia voar. Os papás traziam-lhe comida, davam-lhe mimo e aqueciam-no qd tinha frio. Ele gostava e era feliz. Qd começou a crescer, as asitas já estavam prontas p voar e ele sentiu naturalmente o impulso de sair do ninho.
Um dia, os papás tinham saído pa ir buscar comida p os 3 e qd voltaram viram q ele já não estava lá. Olharam p baixo e viram o passarinho no chão, ligeiramente amachucado mas com um sorriso estampado no bico (lol). Disseram, k fizeste tu, filho? E ele respondeu, oh tou pronto pa voar e sair do ninho! Ai sim? e vais arranjar comida onde, aí no chão? onde vais dormir? quem t vai aquecer e dar mimo? foi a resposta dos papás. O passarinho riu-se e disse, não s preocupem já sou crescidinho, aguento uns dias até encontrar comida, durmo bem sozinho, o frio não m atrapalha e s kiser mimo sei onde voces estão.
Dito isto, bateu as asitas com toda a força e, a mt custo, lá levantou voo. Nos 1os tempos andou meio desorientado mas acabou por encontrar outros passarinhos k estavam na mesma situação. Juntos aprenderam a voar e a apanhar comida sozinhos. Conheceu uma passarinha (passarinho femea,lol), apaixonaram-se e passaram a viver no mesmo ninho. O passarinho ainda visita os papás de x em qd, qd sente saudades deles. Mas é feliz. Às xs é dificil arranjar comida mas ele não desanima. Pk pode voar qd kiser e p onde kiser..
Deve ser mais ao menos assim, né?
Foi um passarinho q m contou isto. E os passarinhos não mentem.. :P